logo_desktop
CONHEÇA O GRUPO O Grupo
  • Acessibilidade
  • A
  • A
  • A
  • Portal Educacional
Portal Educacional

O que está procurando?

Buscar

Conheça o grupo

Faça o Login

Usuário
Senha

Acadêmicas de Fonoaudiologia da FIMCA participam da Operação Sorriso

09/12/2019 às 20h20min

A Operação Sorriso, uma das maiores organizações médicas voluntárias do mundo, retornou à Rondônia pela 6ª vez para a realização de mais um programa de correção de lábio leporino e fenda palatina. Na missão humanitária de Porto Velho foi realizada cerca de 55 cirurgias entre os dias 04 e 07 deste mês. As acadêmicas do curso de Fonoaudiologia do Centro Universitário Aparício Carvalho (FIMCA) participaram do projeto.

Desde o primeiro programa no estado, foram atendidos mais de 580 pacientes, com 327 cirurgias realizadas e mais de 5.200 consultas médicas gratuitas oferecidas.

Para participar da triagem, bastava comparecer à seleção no dia 02, no Hospital Santa Marcelina, levando documentos de identificação do paciente e do responsável, além de exames de sangue recentes (realizados até 3 meses antes da missão).

Após a triagem, os pacientes selecionados passaram por cirurgia com os voluntários da Operação Sorriso também no Hospital Santa Marcelina. Um time de 60 voluntários do Brasil e de outros países participaram da missão.

“Proporcionar dignidade e melhor qualidade de vida para os pacientes é algo que não pode ser mensurado. Os colaboradores e voluntários do hospital entendem a importância do projeto e o quanto ele agrega para a instituição e para as famílias envolvidas. Estaremos sempre de porta abertas para contribuir na geração de novos sorrisos”, afirma Irmã Lina Maria Ambiel, Diretora do Hospital Santa Marcelina.

No sábado, 30 de novembro, houve um curso de BLS (Basic Life Support ou Suporte Básico à Vida) para 14 enfermeiras da Operação Sorriso, uma certificação obrigatório para os voluntários de enfermagem da ONG, que precisa ser renovada a cada 2 anos. O curso foi teórico e prático, e teve como objetivo ensinar as técnicas de reanimação cardiopulmonar em crianças e adultos.

Fonte: Assessoria

Deixe o Seu Comentário

Publicações relacionadas